MINHA VIAGEM PARA O CHILE!

Oi, gente!

Muita gente me pediu para fazer esse post contando um pouquinho de como foi a minha viagem pro Chile! É por isso que no post de hoje eu vou contar tudo o que rolou nos nossos dez dias por lá!

Saimos de Floripa no dia 26 de agosto pela manhã. Iríamos chegar em Santiago a noite portanto, teríamos um dia de aeroporto. Uma dica que eu quero dar pra quem for almoçar ou jantar por lá é levar a própria comida. O almoço meu e do Gui deu R$98 reais por 2 saladas, 1 sanduíche, 1 torta e uma água. Foi aquela facada no coração kkkk.

Empolgados para viajar!

Chegando em Santiago

Chegamos no Ibis em Santiago as 21, pedimos uma lasanha verde e fomos dormir! Acordamos por volta das nove do dia seguinte e depois de tomarmos um super café da manhã, saímos para fazer tudo o que teríamos que fazer antes de subir a montanha.

Primeiro fomos para a casa de câmbio trocar dólares por pesos. Segundo as pesquisas que fizemos, a melhor opção é trocal real por dolár aqui e trocar dólar por peso lá. E pelas nossas contas valeu a pena mesmo! Para ter uma ideia, o câmbio do dia estava 1 dólar = 643 pesos chilenos, logo 900 dólares que levamos em dinheiro geraram 587.700 pesos [o bom é que a gente se sente rica né? kkkk] A casa de cãmbio que fomos foi a Câmbio Santiago, que fica entre Providencia e Nueva Providencia. Ao lado tem um Starbucks e logo aproveitamos para tomar um cafezinho e tirar aquela foto com a amado copinho de café gringo!

Look do dia
Meu gato <3
Clássica

Hora do almoço, tinhamos programado para conhecer um restaurante vegano chamado El Horto que eu tinha visto em um blog de viagens. Porém, no caminho, passamos pelo restaurante Vespucci, que tinha algumas opções veganas e vegetarianas incríveis como pizzas, massas e risotos! Seguimos nossa intuição e paramos ali mesmo. E foi uma escolha certa! Eu pedi um macarrão com pesto com vinho e o Gui pediu um ravioli de ricota e espinafre com gelada.  O preço é mara, o antedimento também e não poderíamos ter saído de lá mais satisfeitos!

Delícia!

Seguindo a nossa programação, fomos no mercado fazer compras afinal, lá na montanha não tem muita opção de comida disponível e além disso os preços são muuuito mais caros. Compramos então 3 galões de 5 litros de água frutas, legumes, macarrão, ovos, pão, queijo, vinho e alguns docinhos. O total da nossa compra foi 33.000 pesos, uma média de R$150,00. Pela quantidade de coisas que compramos achei o preço bom!

Por fim, chegamos no hotel! Pedimos uma batata frita no quarto, ligamos nosso netflix no computador e mandamos ver no hamburguer vegano que tava maaaara!

Esquecendo a vida fitness
Aquelas que não pode ver uma luz boa kkk

Subindo a montanha

No dia 28 acordamos entre 5h30min e 6h, tomamos nosso café da manhã e partimos para o Ski Total, a empresa onde pegamos o transporte e alugamos uma prancha de snow para mim [o  Gui levou a dele]. Como era sexta-feira, nós chegamos perto das 8h por lá e já estava super lotado!

Alugamos a minha prancha, blind O transporte para El Colorado [a estação de esqui mais perto do nosso hotel] foi em torno de 16.000 pesos + 10.000 pesos que ficamos sabendo na hora por causa das malas. O preço da maioria das coisas vocês podem conferir no site que eu fiz meu aluguel de equipamentos é só colocar Ski Total no  Google! :]

O caminho até a montanha é lindo! Vale a pena ficar acordado pra admirar tudo o que tem por lá! Aproveitei também e fiz uma mini meditação durante o caminho! <3

Chegando no nosso apartamento e tivemos uma surpresa! Acreditávamos ter locado um apartamento inteiro porém, o espaço era compartilhado! Até mesmo o proprietário do espaço falou que no booking não constava direito que o espaço privativo era apenas um quarto e muitas pessoas se confundiam. Gente, se uma pessoa se confunde já deveriam ter feito algo né? Mas enfim… A vista era incrível, o apê super confortável e o dono quase nunca estava em casa portanto, foi tranquilo.

Sendo românticos

O espaço era bem perto da estação de esqui e isso é uma dica importante! Nós economizamos super aí porque conseguíamos ir a pé para a estação de ski. Se tivessémos que pegar um transporte todo dia para ir andar de snow, nossa brincadeirinha ficaria bem mais cara! Arrumamos as malas, almoçamos e partimos para a aventura!

Íamos comprar o ticket para passar a tarde porém, soubemos que por ali tinha um tipo de trenzinho que ficava subindo e descendo de um ponto ao outro da pista, e de graça! Como eu nunca havia andando de snow e não iria valer a pena descer a montanha inteira [afinal, é muito diferente de skate e surf e eu iria demorar um pouco aprender!], acabamos não precisando comprar o ticket e ficamos só aprendendo naquele trecho da pista! Esse foi um outro ponto onde economizamos muito, fiz as contas e deu em torno de R$500,00!

Aprendendo a andar de snowboard

Andar de snow é muito difícil e emocionante. Antes eu achava que ia me sair super bem da primeira vez mas, levei cada tombo! Para aprender a andar de snowboard o primeiro ponto é entender que ter os pés presos na prancha é bem diferente do que ter eles livres para você pular se for cair. Nesse esporte a prancha consegue uma velocidade muito mais rápida que no surf e no skate portanto, é legal ter cuidado no início!

No primeiro dia então foi só aprendizado! Caí hoooorrores, descia toda dura e fiquei eeeexausta! Cansa demais! Pra ter uma noção esse dia nos fomos dormir as sete da noite! Chegamos super cansados depois da tarde de snow, fizemos nossa jantinha [comiamos macarrão com molho vermelho, pão com tomate queijo e orégano, salada, hambúrgueres veganos…], lemos um livro e capotamos! Foi bom porque no dia seguinte acordamos super cedo!

Prontos para o segundo dia!

No segundo dia na montanha tomamos nosso café da manhã [pão com ovos] e fomos andar de snow! Passamos a manhã aprendendo e depois do almoço resolvemos comprar o ticket para eu começar a descer a montanha inteira. E gente, é o MÁXIMO! Andar de snow é ter uma ladeira infinita em que você desce mil vezes mais rápido! Passamos a tarde toda andando com apenas pausas esporádicas para um cafézinho e um lanchinho. Aliás, vale a pena levar o próprio lanche [tipo castanhas, sanduiche natural…] porque lá na estação é tudo muito caro e tem poucas opções para quem não come carne [e quase zero pros veganos].

Viciada em café <3

Seguimos mais ou menos nessa rotina pelos próximos dias: Acordávamos as 6h30min, tomávamos café bem descansados, colocávamos nossas roupas de snow e partíamos para o dia na estação! Geralmente a gente almoçava em casa porque nosso apartamento era muito perto mas, para quem quer aproveitar o máximo o dia de neve, vale a pena levar um almoço na mochila! A partir do segundo dia eu comecei a aprender e no terceiro já tava pegando a manha! Foram 5 dias e 4 noite maravilhosos, com direito a muita neve, diversão, vinho, chocolate e felicidade! Realmente vale muito a pena fazer uma viagem nesse estilo!

Aquele rolê infinito
Snow love trip <3

Últimos dias em Santiago

Chegamos no hotel [o nome dele era Vespuccio] e ficamos de cara! Tinha uma sala de estar, uma cama gigante, uma banheira incrível… Enfim! Tudo  o que poderíamos querer para relaxar depois de tantos dias de esporte! Chegamos a noite no nosso hotel maravilhoso, e depois pedimos no quarto um macarrão ao pesto e um ravioli de espinafre [criativos #sqn]!

Dia seguinte tomamos café da manhã e resolvemos dar uma voltinha pela cidade. Passamos pelo mercado de peixes e paramos ali para almoçar. Comemos um camarão a milanesa e um congrio maaara também!

Esse dia aproveitei e tomei uma geladinha heheh! Ficamos o dia todo passeando, conhecendo as lojinhas de ruas, um pouco da cidade… E é incrível como andar assim cansa né? Encontramos um shopping, demos mais um rolezinho e saímos de lá com várias comprinhas e uma pizza hut para comer no hotel junto com um vinho, netflix e um banho de banheira! <3

Mood da noite: Sentindo-nos rycos

Penúltimo dia de viagem e resolvemos lembrar que erámos fitness hahahaha! Acordamos, tomamos um super café da manhã e fomos conhecer a academia do hotel! E gente, queeee academia! Vários aparelhos, iluminação maravilhosa, tudo incrível! Fiz um treinasso de pernas que iria me impossibilitar de andar no dia seguinte e saí de lá bem feliz!

Voltamos para o hotel, nos arrumamos e partimos para conhecer um restaurante que eu tava looouca pra ir, o Vegan Bunker. Ele era um pouquinho longe de tudo portanto, deixamos pra ir nos últimos dias que íamos ter mais tempo. Gente, depois de comer lá eu queria ter ido TODOS os dias nesse lugar. O restaurante é INCRÍVEL, sério! Primeiro que tem uma decoração maravilhosa: Turquesa, com vários animais e frases do bem. O atendimento é ótimo e a vibe do lugar é muito gostosa. Além de ser TUDO vegano, o melhor hambúrguer que eu já comi! Para ter uma ideia, eu pedi um de proteína de soja e o Gui um de grão de bico.

No céu

Quando chegou e a gente começou a comer tava TÃO bom, que a gente só foi se tocar que um tava comendo o lanche do outro na metade da comida kkkkkkkkkkk Ah, e também tomamos um sorvete de sobremesa e nem preciso falar nada né? Resumindo: Veganos e não veganos vocês não podem deixar de visitar esse lugar!

Último dia de viagem, nosso voo era final de tarde então resolvemos conhecer um outro shopping, o Arauco. Escolhi um look que eu amoo da @extasewear e que me deixa suuuper a vontade porque é muito confortável pra andar o dia inteiro e depois viajar! <3 Fomos caminhando do hotel até lá e foi bem tranquilo apesar de ter demorado um pouco e eu já estar cansada. Almoçamos, demos mais uma voltinha e aí voltamos para o hotel porque já estávamos eeexaustos!

Ficamos mais um pouquinho ali e aí então chamamos um taxi para nos levar para o aeroporto e voltar para a realidade. Foram 10 dias de muita diversão, esporte, gastronomia e felicidade!

E aí, curtiram? Logo mais eu coloco o vlog da viagem lá no meu canal! Mal posso esperar pelo nosso próximo destino! <3

Beijinhos,

Gabi

2 Comentários MINHA VIAGEM PARA O CHILE!

  1. bruna_medeiros@gmail.com'Bruna Medeiros 31 de outubro de 2017 às 11:15 AM

    Oi, Gabi! Você publicou em seu Instagram sobre uma forma mais econômica de viajar, uma espécie de clube de viagens, não me recordo bem. Qual é mesmo o nome? Obrigada!

    Responder
    1. Gabriela Bez 30 de novembro de 2017 às 2:45 PM

      Oi Bruna! Sim sim, é um clube de viagens que se chama Dream Trips! Se quiser saber mais me chama la no Direct! <3 Beijao!

      Responder

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *