Comer Rezar e Relaxar

Ontem vi um filme que muitos aqui já devem ter visto: Comer, Rezar e Amar! Para quem não conhece, a história é sobre uma mulher chamada Elisabeth que, ao se ver entrando em um novo relacionamento logo após o seu divórcio, percebe que nunca se deu tempo o suficiente para ficar sozinha e descobrir quem realmente é. No filme, ela passa pela Itália e prova de comidas maravilhosas, vai à Índia para encontrar a paz e termina sua jornada em Bali, quando encontra um grande amor.

Elisabeth é uma mulher poderosa. O que me chama muita atenção é quando ela esta na Índia e lá começa a aprender a ser menos dura consigo mesma. Ansiosa, tagarela e com um forte sentimento de culpa por ter terminado seu casamento deixando o ex-marido devastado, ela aprende que controlar nossos pensamentos é uma das coisas mais importantes a se fazer!

comerrezaramar

Você precisa  aprender a escolher seus pensamentos da mesma forma que você escolhe suas roupas todos os dias. Isso é um poder que você pode cultivar.

 

O grande ensinamento que tiro desse filme é de não nos cobrarmos tanto e sempre termos fé. Acreditar que cada pessoa que passa em nosso caminho é um professor, aceitar cada situação que vem a nossa vida como uma pista para algo futuro e ter sempre fé que Deus sabe o que é melhor para nós!

Resolvi então escrever um texto que expressa um pouco da minha visão sobre o assunto :]

Sobre não se cobrar tanto…

Ter um bom trabalho, estar sempre arrumada, corpo legal, saber escolher um bom vinho, ter um namorado incrível, férias no Caribe… Ufa! São tantas as obrigações e responsabilidades sociais que as vezes esquecemos que somos apenas seres humanos. Porque nos cobramos tanto?

Todo mundo já se sentiu culpado por alguma coisa, seja por algo que fez, que disse, que não fez ou que gostaria que tivesse sido diferente. Estamos sempre nos cobrando e cobrando dos outros a perfeição. Hoje em dia é proibido sofrer!

comer1

É ok. Ter um coração quebrado quer dizer que você tentou alguma coisa!

 

É cafona demais sofrer por amor, parta para outra. É ridículo admitir que você foi demitido por falha sua, diga que saiu por “motivos pessoais”. Nem pense em dizer que você come chocolate todo dia, a musa fitness não faz isso! Não? Será?

Porque será que sempre nos esquecemos que estamos aqui para aprender e evoluir? A não ser que você seja uma pessoa extremamente sábia e consiga interiorizar aprendizados com o erro dos outros, você ainda vai cometer muitos. Para tomar algumas decisões corretas, antes teremos que tomar várias erradas, portanto, não se culpe!

Não se culpe se você não veste 36, chocolate é uma delícia. Não se culpe se você ainda não encontrou sua cara metade, talvez ainda não seja a sua hora. Não se culpe se você perdeu aquele emprego, talvez essa seja sua chance para começar o seu negócio!

Auto punição é o chicote alma. O que passou está no passado, a vida é agora. Somos seres humanos passíveis de erro e não deveríamos nos cobrar tanto a ponto de esquecermos disso. Perdoe-se. Ao invés de se punir, agradeça por enxergar o que fez de errado, essa é a parte mais difícil. Infelizmente, as vezes é preciso muito tempo para conseguir o amadurecimento, mas a vida é isso! Ao invés de pensar tanto no passado e se preocupar tanto com o futuro, aproveite o que Deus te deu hoje, não é a toa que se chama  “presente”!

Para finalizar o post de hoje, uma expressão que aprendi no filme e adorei:

79cf0bcfc0ea15c873663a1f794f11b3

E não é uma delícia? <3

Beijinhos,

Gabi

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *