A realidade está nos olhos de quem vê

Nan-in, um mestre japonês, recebeu um professor universitário que o visitou para fazer perguntas sobre o zen. O professor estava cheio de idéias, e fazia muitas perguntas. Nan-in serviu o chá. Ele encheu completamente a xícara de seu visitante e depois continuou a servir mais chá nela. O professor observou o derramamento de chá até não poder mais se controlar.

– Já está derramando! Não cabe mais nada! – Falou o professor.

– Como esta xícara – disse Nan-in. Você está cheio de suas própria opiniões e especulações. Como posso lhe mostrar o zen a menos que você primeiro esvazie sua xícara?

Ultimamente tenho lido e pesquisado bastante sobre o poder da mente e o pensamento positivo. O que tem sido uma incrível descoberta é que, além da maioria dos livros mostrarem que há sim, um conjunto de “leis espirituais” que regem a vida, há também estudos científicos nessa área! A física quântica está aí pra tentar provar que, energia gera matéria ou seja, pensamentos criam coisas. Seria essa a ciência do livro O segredo?

Os estudos da física quântica muitas vezes são barrados devido a mente enraizada de alguns cientistas no método científico, não permitindo que a gente desconsidere tudo o que já aprendemos até hoje para abrir nossa mente em um novo mundo. Como podemos afirmar que algo existe sem nunca termos visto? Ora, como podemos afirmar que algo não existe se não há como provar a inexistência também? Já parou pra pensar quantas vezes, em uma escala menor, temos o mesmo pensamento que os cientistas?13fe0843099375318ac44ac126e43a92

Tudo o que percebemos tem por base o que já conhecemos e armazenamos em nossa memória. Muitas vezes, criamos realidades em nossas mentes e decidimos que aquilo é real. Acontece algo e nós prontamente tentamos entender toda a situação e tirar nossas próprias conclusões. Queremos sempre ter a resposta de tudo e, de preferência, estar certos Estamos crentes de que muitas vezes, não temos poder de escolha em certas situações [o que é ilusão]. Nosso dia-a-dia é baseado em verdade projetadas pela nossa mente e, no momento que conhecemos essa nossa limitação, é o momento em que começamos o caminho para ultrapassá-la.real5

Se pensarmos em uma criança de dois anos, ela ainda não tem discernimento do que é certo e errado. Ao longo do tempo, ela vai lapidando a mente e as possibilidades vão diminuindo e a realidade vai sendo moldada e construída de acordo com suas experiências. A diferença entre nós e essa criança é que nós, já fizemos um investimento na ideia do que é o universo e ela, ainda não. Para ela, tudo é aprendizado. O que nos fez achar que uma dia esse aprendizado pára? 

Tudo aquilo que direcionamos energia, tempo e foco, se torna nossa realidade. Quanto mais aberto ao mundo estivermos, mais propensos a descobrir uma infinidade de realidades que não conhecíamos.  Cada um enxerga a vida com os próprios olhos. Nós podemos muito mais do que pensamos e a maioria de nossas crenças, são apenas ilusões.

E você, qual “verdade” de sua vida você vai começar a questionar?real4

Espero que tenham gostado <3

Beijinhos,

Gabi

6 Comentários A realidade está nos olhos de quem vê

  1. imlau.juliano@gmail.com'Juliano 22 de abril de 2016 às 2:54 PM

    Parabéns! Muito inspiradora a sua reportagem, afinal o que se leva dessa vida é a vida que se leva.

    Responder
    1. Gabriela Bez 22 de abril de 2016 às 3:57 PM

      Obrigada, Juliano! Com certeza, a vida é aquilo que a gente faz dela :]

      Responder
  2. leandromacedo12@gmail.com'leandro macedo 23 de abril de 2016 às 10:21 PM

    Texto muito bom.

    Acredito tb que a nossa mente é muito poderosa e devemos sempre exercitar-la para sairmos da zona de conforto e aceitar as coisas como são. Temos q questionar, pq isso é que nos faz crescer. 🙂

    Responder
    1. Gabriela Bez 25 de abril de 2016 às 5:57 PM

      Com certeza! A vida é um eterno aprendizado 😀

      Responder
  3. leandromacedo12@gmail.com'leandro macedo 23 de abril de 2016 às 10:23 PM

    ps. vi agora q escrevi errado a palavra “exercitar-la” ao invés de “exercita-la”, tem como vc corrigir isso, rs?

    Responder

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *